Câncer de fígado

O câncer de fígado pode ser primário (que é quando começa no próprio órgão) e secundário ou metastático (o tumor tem origem em outro órgão e atinge também o fígado). O tipo secundário é mais frequente.

 

O hepatocarcinoma é o tipo mais frequente de tumor primário do fígado.

 

Geralmente o tumor se desenvolve rapidamente. Estudos demonstram que o tumor pode dobrar de tamanho em poucos meses.

Perguntas Frequentes

Quais são os sintomas do câncer de fígado?

Os sintomas são bem abrangentes, entre eles, dor abdominal, massa abdominal, perda de peso inexplicada, perda de apetite, mal-estar, icterícia (pele e olhos amarelados e acúmulo de líquido no abdômen.

Como é feito o diagnóstico do câncer de fígado?

Se descoberto no início, há mais chance de tratamento. a detecção pode ser feita por meio de exames clínicos , laboratoriais ou radiológicos.  Se o paciente sentir uma massa na parte superior do abdome, cansaço, perda de apetite e de peso, dor abdominal e icterícia, deve procurar o médico.

A cirurgia é indicada para remover o câncer de fígado?

A remoção cirúrgica do câncer é o tratamento mais indicado se é um tumor primário (originado no fígado) e também nos tumores hepáticos metastáticos em que a lesão primária foi ressecada ou é passível de ser ressecada de maneira curativa.

Como prevenir o câncer de fígado?

No caso dos tumores primários do fígado, é importante evitar o contágio pelos vírus das hepatites B  e C, prevenir doenças metabólicas, como diabetes e a esteatose. É  importante evitar o consumo de álcool, cigarro e anabolizantes. Tenha hábitos saudáveis e o peso corporal adequado.