Câncer de esôfago

O esôfago é o tubo que liga a garganta ao estômago e é o sexto tipo de câncer mais frequente nos homens brasileiros, segundo dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer).

 

Esse tipo de câncer é o oitavo mais comum no mundo e a incidência em homens é cerca de duas vezes maior do que em mulheres.

 

O tipo de câncer de esôfago mais frequente é o carcinoma epidermoide escamoso, responsável por 96% dos casos.

 

Outro tipo, o adenocarcinoma, vem aumentando significativamente.

Perguntas Frequentes

Quais são os sintomas do câncer de esôfago?

Inicialmente esse tipo de câncer não apresenta sintomas, mas com o avanço da doença o paciente pode ter dificuldade ou dor ao engolir, náuseas, sensação de obstrução ao comer, vômitos e perda de apetite. Muitos pacientes perdem peso por conta da disfagia (dificuldade de engolir)

Como é feito o diagnóstico do câncer de esôfago?

O médico irá solicitar exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos e utiliza a endoscopia para fazer a biópsia e confirmar o diagnóstico.

A cirurgia é indicada para remover câncer de esôfago?

O tratamento é feito por meio de cirurgia. A operação pode ser feita por videolaparoscopia ou cirurgia robótica, procedimentos que causam menos trauma no tórax do paciente e diminuem a dor pós-operatória e as chances de complicações e possibilita a retirada maior dos linfonodos.

É de extrema importância a consulta ao especialista na área, pois a decisão entre ir direto para cirurgia ou fazer quimioterapia e radioterapia antes, pode ser decisiva para o sucesso do tratamento.

Como prevenir o câncer de esôfago?

É importante que o paciente adote uma opção de vida mais saudável, ou seja, evite fumar, consumir bebidas alcoólicas e  opte em fazer atividades físicas. Identificar e tratar a doença do refluxo gastroesofagiano e consumir bebidas quentes, como chimarrão, café e  chá em temperaturas inferiores a 60ºC. Para garantir a temperatura adequada para consumo, após o preparo, deve-se esperar em torno de cinco minutos para ingerir a bebida.