Google Rank Checker

Blog

Saiba tudo sobre o pâncreas ? Parte 1

Hoje eu começo uma série especial sobre o pâncreas, órgão vital para o organismo, mas que poucas pessoas conhecem a sua real importância. Neste primeiro post, irei falar  sobre suas características, funções, localização e as principais doenças que afetam essa região. Confira!
 
O pâncreas de um adulto pode pesar cerca de 100 gramas e medir entre 15 e 25 centímetros. Localizado atrás do estômago e entre o baço e o duodeno, na região do abdômen, esse órgão é responsável pela produção de enzimas, que ajudam na digestão dos alimentos, e de insulina, regulando os níveis de açúcar no sangue.
 

Danos causados pelo álcool podem ir muito além da cirrose hepática

Já falei aqui no blog sobre o consumo excessivo de álcool e sua relação com a cirrose hepática. Hoje comento alguns dos outros danos que podem ser causados ao sistema digestivo pelo álcool. Vale a pena ficar atento e consultar um especialista se necessário!

O Brasil é o 5º país com maior número de mortes devido ao consumo de álcool das Américas. De acordo com dados de 2014 da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a cada 100 mil mortes, 12,2 poderiam ter sido evitadas se não houvesse o consumo de álcool.  Os danos começam logo após a…

Doença celíaca causa danos no intestino delgado

Atualmente, o número de pessoas com doença celíaca vem aumentando muito. Popularmente chamada de “alergia ao glúten”, a doença é uma condição que atinge principalmente o intestino delgado. A doença celíaca é considerada como autoimune, ou seja, o organismo ataca a si mesmo.

A intolerância crônica ao glúten – que é uma proteína encontrada no trigo, no centeio, na cevada, na aveia e no malte – faz com que os pacientes com a doença celíaca apresentem danos nos vilos, protusões que revestem a parede do intestino delgado.

Entre os principais sintomas, que podem aparecer…

Você sabe qual é a função do esôfago?

Sabemos que, dentro de nosso corpo, cada órgão tem sua função e importância para o perfeito funcionamento do organismo.

No aparelho digestivo não é diferente: cada região é fundamental para o mecanismo do aparelho, como uma grande engrenagem. Hoje, vamos falar sobre o esôfago!

Tumores neuroendócrinos atingem com mais frequência órgãos gastrointestinais

O esôfago é responsável por levar a comida ingerida até o estômago. O órgão está localizado entre o extremo inferior da laringofaringe e se estende até a parte superior do estômago. Para ilustrar melhor, podemos dizer que o esôfago…

Sensação de queimação estomacal pode ser indício de úlcera péptica

Podemos definir a úlcera como uma lesão aberta, que pode acontecer em diversas partes internas do nosso corpo. Independentemente do local, a úlcera causa dor e incômodo, e deve ser tratada corretamente para não evoluir para um quadro mais grave.

Um dos tipos de úlcera é a chamada úlcera péptica. Nesses casos, a lesão se desenvolve no esôfago, no estômago ou no duodeno (parte inicial do intestino delgado). O revestimento dos órgãos dessa região é protegido contra a acidez produzida no estômago. Se esse revestimento falha, acontece uma inflamação – que pode ser a gastrite ou a…

Consumo excessivo de bebidas alcoólicas não é a única causa de cirrose hepática

Uma das doenças hepáticas mais conhecidas é a cirrose. Podemos definir a cirrose como o resultado de uma série de danos contínuos ao fígado, que causam a destruição gradual do órgão.

Na cirrose, as células do fígado são destruídas, formando cicatrizes e nódulos, como o fígado mais à frente, na figura ao lado. Fígados com cirrose podem ficar deformados e, em alguns casos, apresentar necrose. Quanto maior for a área danificada, menor é o número de células hepáticas em funcionamento. Essa deficiência é chamada de insuficiência hepática.

Apesar de ser relacionada diretamente ao consumo…

Ultrassom de rotina é fundamental na prevenção do câncer de ovário

O câncer de ovário, a quarta causa de morte por câncer em mulheres, é de difícil diagnóstico. Isso acontece porque os sintomas desse tipo de câncer são muito vagos e, quando começam a aparecer, geralmente indicam que o tumor já está em fase avançada.

Alguns sintomas que podem indicam o câncer de ovário são: inchaço, dificuldade para comer, dor pélvica ou no abdômen. Em casos mais avançados, é possível que haja falta de ar e acúmulo de água no pulmão.

A maior incidência do câncer de ovário é em mulheres com mais de 40…

Tumores neuroendócrinos atingem com mais frequência órgãos gastrointestinais

Tumores neuroendócrinos são tumores compostos por células que contêm grânulos (como se fossem pequenas bolsas) que guardam neurossubstâncias, podendo ser hormônios ou neurotransmissores. Apesar de também poder atingir o aparelho respiratório, a maior incidência desse tipo de tumor é no trato gastrointestinal – pâncreas, fígado, intestino, etc.

Esses tumores podem ser divididos em duas classes: os secretores de hormônios e os não secretores de hormônio.

Os tumores secretores podem desencadear sintomas referentes ao hormônio que ele secreta. Por exemplo: os insulinomas – secretores de insulina – podem causar crises de hipoglicemia.

Radiocirurgia é direcionada ao tumor e preserva tecidos que não estão doentes

Você já ouviu falar sobre radiocirurgia? O método foi desenvolvido em 1951 pelo neurocirurgião Dr. Lars Leksell em Estocolmo, na Suécia, e foi aplicado pela primeira vez para o tratamento de um paciente com neuralgia do trigêmeo.

A técnica evoluiu durante os anos seguintes e, hoje, consiste na aplicação de um feixe de radiação ionizante somente no tecido alvo. Esse feixe é direcionado ao tumor por meio de tecnologia de imagem, como a ressonância magnética e tomografia computadorizada. A precisão alcançada por essa técnica aumenta a eficácia do tratamento e preserva os tecidos saudáveis próximos.

A radiação age…

Tecnologia avançada minimiza riscos em cirurgia de tumor de Frantz

Há algumas semanas, falei aqui no blog sobre o tumor de Frantz, que atinge o pâncreas e tem maior incidência em mulheres jovens.

Para saber mais sobre o tumor de Frantz, clique
aqui.

O avanço da tecnologia mudou a forma de tratamento para o tumor de Frantz. Atualmente, as cirurgias são minimamente invasivas, tornando a recuperação do paciente mais rápida e menos dolorida. Desta forma, o paciente pode retornar às suas atividades habituais mais rapidamente.

Dentro da tecnologia que utilizamos em casos de tumor de Frantz, a cirurgia robótica é…
1 2 3 4 5 6 7 8 9