Google Rank Checker

Blog

Novo exame pode contribuir para a detecção precoce do câncer de pâncreas

O câncer de pâncreas é uma das neoplasias mais agressivas já descobertas. O seu difícil diagnóstico e desenvolvimento rápido o torna uma das doenças mais letais, e com poucas chances de cura. Hoje, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), esse tipo é responsável por 4% do total das mortes por essa doença. Mas, isso pode mudar em um futuro próximo.     
 
De acordo com um estudo publicado recentemente na Revista Science Translational Medicine, um novo exame de sangue poderia diagnosticar o câncer de pâncreas nas primeiras etapas de desenvolvimento. A pesquisa aponta que o teste detecta uma combinação de cinco proteínas tumorais que parecem ser uma assinatura confiável da doença.  Se for validado, o teste pode contribuir para a detecção rápida do câncer de pâncreas ainda em estágio inicial, aumentando o prognóstico de tratamento e melhorando a expectativa de vida do paciente. Apesar de animador, o estudo ainda depende da realização de novos testes para a validação da técnica. 

Câncer de Vesícula – Parte 2 – Sinais e sintomas

Câncer de Vesícula

Olá! Hoje eu vou falar sobre os sinais e sintomas do Câncer de Vesícula Biliar. Geralmente, a neoplasia só apresenta sinais em casos mais avançados. Mas ainda assim, é importante ficar atento aos sintomas.

Os principais são:

- Dor abdominal constante e persistente. Geralmente do lado superior direito do abdômen;

- Náuseas e vômitos;

- Perda de apetite e perda de peso;

- Vesícula inchada que ocasiona inchaço abdominal;

- Icterícia;

- Febre persistente, acima dos 38º;

- Fezes e urina escuras.

Se apresentar qualquer um desses sintomas, procure imediatamente um gastro-oncologista. No próximo post, falarei sobre tratamento e prevenção dessa doença. 

Câncer de Vesícula – Parte 1 – Incidência e formação

Olá. Hoje eu começo uma série de posts sobre câncer de vesícula. Neste post, eu falo sobre a incidência e formação da doença.

A vesícula biliar é um órgão pequeno, em formato de “pera”, localizado em baixo do fígado, do lado direito do corpo. A sua função é armazenar a bílis, substância produzida pelo fígado que ajuda a decompor a gordura presente no organismo.

Quando as células desse órgão passam por anomalias e se desenvolvem desordenadamente, forma-se o câncer de vesícula. Essa é uma neoplasia de difícil diagnóstico e que nem sempre apresenta sintomas na sua fase inicial.

O tratamento de sucesso da patologia depende do estágio de diagnóstico da doença, mas apenas 20% dos casos são identificados em desenvolvimento inicial, o que diminui as chances de cura.

A maior parte dos tumores de vesícula são adenocarcinomas e se iniciam nas glândulas próximas a essa estrutura. Apenas 6% são chamados de adenocarcinomas papilares. Esses têm um melhor prognóstico do que o tipo citado acima, e são menos propensos a atingir linfonodos e órgãos próximos.

Causas

Estudos frequentes apontam três causas principais para o câncer de Vesícula.

- Inflamação crônica da vesícula;

- Presença frequente de cálculos biliares;

- Anomalias nos dutos responsáveis pelo transporte da bile.

Por isso, pacientes com infecções biliares crônicas e também com muitos episódios de pedra na vesícula devem fazer acompanhamento frequente com um gastroenterologista.

No próximo post, eu falo sobre os sintomas dessa neoplasia. Cuide-se!

Dieta Cetogênica pode ajudar a combater o câncer de pâncreas

Recentemente, o jornalista Marcelo Rezende – diagnosticado com câncer de pâncreas e fígado – iniciou um tratamento com a Dieta Cetogênica para o combate ao problema.

Nesse tipo de tratamento, o paciente corta todo o tipo de açúcar e alimento energético da alimentação e ingere apenas substâncias ricas em proteínas e em gorduras. Acredita-se que ao privar o organismo desse tipo de comida, é possível “matar as células do câncer de fome”, e dessa forma, levar a neoplasia à remissão.

 Embora a técnica pareça animadora, ainda é considerada uma terapia alternativa, já que não…

Tudo sobre hepatites – Parte 3 – Prevenção

Olá. Continuando a série sobre hepatites, vou falar hoje sobre as formas de prevenção da doença.

Algumas dicas simples podem ajudar a diminuir os riscos e prevenir contra a Hepatite. São elas:

- Boas medidas de saneamento básico;

- Vacinação ( nos casos de Hepatite A e B);

- Não compartilhamento de materiais com fluído humano (alicates de unha, barbeadores, seringas, escovas de dente);

- Uso de preservativo;

- Triagens rígidas nas doações e recebimento de órgãos.

Previna-se, e…

Incidência de câncer de pâncreas aumenta entre os mais jovens

Olá. Hoje eu vou falar sobre o aumento da incidência do câncer de pâncreas em pessoas mais novas. Confira!

Os casos de câncer de pâncreas vêm aumentando no mundo todo. Estimativas apontam que em 2020, a neoplasia poderá estar entre a segunda e/ou a terceira causa de óbito por câncer. Hoje, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença é responsável por 4% do total das mortes por câncer.
Além de geralmente não apresentar melhoras na mortalidade após tratamento nas últimas décadas, outro fator preocupante da patologia é o aumento de casos em pacientes mais…
1 2 3 4 5 6 7 8 9